Laser Cirúrgico

Odontologia

A utilização de lasers de diodo cirúrgicos é uma tendência mundial e apresenta inúmeras vantagens frente às técnicas cirúrgicas tradicionais. Apresenta também vantagens frente ao laser cirúrgico de CO2, que apesar de sua utilização como instrumento cirúrgico por mais de 40 anos, trata-se de um equipamento caro e de difícil manutenção.

A utilização do laser como ferramenta de ablação em odontologia, utilizada para remoção de cáries, iniciou-se logo após o primeiro laser ter sido inventado. A partir de então, a utilização dos lasers de alta potência vem ganhando adeptos em várias áreas da odontologia, tanto em tecidos duros dentais, quanto em tecidos moles, como tecidos gengivais, mucosas, etc.

O comprimento de onda em 980 nm é especialmente adequado para o propósito cirúrgico, devido à presença de um máximo local no espectro de absorção da água nesta região.

Entretanto, o comprimento de onda em 808 ou 810 nm também é comumente utilizado em cirurgias, contudo o coeficiente de absorção da água nesta região é 70 vezes menor do que em 980 nm e sua penetração nos tecidos é da ordem de 2 – 3 cm. Por outro lado, nesta região a absorção da luz por componentes sanguíneas como a hemoglobina e a oxiemoglobina é maior do que em 980 nm. O laser em 808 nm é citado como especialmente indicado para ablação de tecidos de próstata, por exemplo e outras indicações urológicas, bem como o é o laser 980 nm.

O laser em 808 ou 810 nm também é utilizado para o tratamento de lesões vasculares dermatológicas, devido a estes comprimentos de onda situarem-se em uma região de grande absorção em hemoglobina e melanina, em adição a sua atuação como ferramenta cirúrgica.

Quanto maior a absorção da radiação laser pela água presente em um tecido vivo, menor a sua penetração no mesmo. No caso dos lasers cirúrgicos em 970 ou 980 nm, comprimentos de onda conhecidos como “gold standard” em lasers de diodo cirúrgicos, o comprimento de penetração fica e torno de 2,0 mm, fazendo deste laser bastante adequado no que se diz respeito a preservação do tecido adjacente ao tecido submetido a incisão ou tratamento, e também dos órgãos internos, que são completamente preservados devido ao baixo coeficiente de transmissão da luz nesta faixa de comprimentos de onda.

Outra propriedade crucial, relacionada à alta absorção em água e sangue é a boa ação hemostática e coagulativa destes lasers, aspecto imprescindível a um laser cirúrgico. Além disso, o período pós-operatório é mais confortável para o paciente, uma vez que a recuperação concernente a cirurgias a laser é mais rápida do que cirurgias realizadas com instrumentos de corte convencionais de aço (bisturis).