Protocolos

Podologia

  • Histórico de Fotossensibilidade (dermatoses);
  • Cliente sendo submetido a tratamentos com ácidos sintetizados a partir da vitamina A (Ácido retinóico, Retinol A, Vitanol A, Retin, Tretoinina, Isotretoinina, etc) e /ou antibióticos com tetraciclina;
  • História pessoal de Câncer de pele na região.

Ação: Aplicar ao redor da área.

Posologia: 1 a 2 vezes por semana.

  • Laser: Infravermelho
  • Dose: 1 a 3 J

Descrição: A bursa é um saco de amortecimento cheio de líquido. Elas estão localizadas perto de tendões, ligamentos, músculos e pele, que de outra forma friccionam diretamente sobre a superfície de um osso.

Ação: Aplicar nas bursas.

Posologia: 1 a 2 vezes por semana.

  • Laser: Infravermelho
  • Dose: 1 a 3 J

Ação: Desbastar o heloma.

Posologia: 1 a 2 vezes por semana.

  • Laser: Infravermelho
  • Dose: 1 a 3 J

Descrição: Atrofia do coxim gorduroso. A massa de gordura que fica na planta do pé do calcanhar tem efeito de um coxim, e amortece o impacto do osso do calcanhar quando faz o apoio, ao iniciar o passo. Pode acontecer que este coxim se atrofie, ficando mais fino e expondo o osso ao impacto, o que causa dor na região.

Ação: Aplicar ao redor da área.

Posologia: 1 a 2 vezes por semana.

  • Laser: Infravermelho
  • Dose: 1 a 3 J

Descrição: Essas duas patologias são deformidades dos dedos e, normalmente, acontecem por retração e encurtamento dos tecidos (músculos e ligamentos) do pé, mas o dedo em garra pode ter relação com problemas neurológicos, como o derrame.

Ação: Aplicar no principal ponto de dor e ao redor.

Posologia: 1 a 2 vezes por semana.

  • Laser: Infravermelho
  • Dose: 1 a 3 J

Descrição: A fascite plantar é uma das causas mais comuns de dor no calcanhar. Trata-se de uma inflamação de um tecido chamado fáscia plantar, localizado na sola do pé e que conecta o calcâneo (osso que forma o calcanhar) aos dedos.

Ação: Aplicar sobre o terço proximal, médio e distal da fáscia.

Posologia: 1 a 2 vezes por semana.

  • Laser: Infravermelho
  • Dose: 1 a 3 J

Descrição: A fascite plantar é uma das causas mais comuns de dor no calcanhar. Trata-se de uma inflamação de um tecido chamado fáscia plantar, localizado na sola do pé e que conecta o calcâneo (osso que forma o calcanhar) aos dedos.

Ação: Aplicar sobre o terço proximal, médio e distal da fáscia.

Posologia: 1 a 2 vezes por semana.

  • Laser: Infravermelho
  • Dose: 1 a 3 J

Descrição: A fascite plantar é uma das causas mais comuns de dor no calcanhar. Trata-se de uma inflamação de um tecido chamado fáscia plantar, localizado na sola do pé e que conecta o calcâneo (osso que forma o calcanhar) aos dedos.

Ação: Aplicar sobre o terço proximal, médio e distal da fáscia.

Posologia: 1 a 2 vezes por semana.

  • Laser: Infravermelho
  • Dose: 1 a 3 J

Ação: Desbastar o heloma, limpar a lesão, aplicar azul de metileno 0,01%, oclusão de 10 a 20 minutos com papel alumínio.

Posologia: 1 a 3 vezes por semana.

  • Laser: Vermelho
  • Dose: 12 a 18 J

Descrição: Também chamado calo, surge generalmente por causa de pressões. Trata-se do engrossamento da pele, composto por células mortas, descamadas, compactadas, que aparece nas zonas de maior fricção. É uma massa seca e dura, amarelada ou branco-amarelado, no centro da massa pode aparecer um núcleo duro, também chamado coloquialmente de “cravo” de coloração mais pálida.

Ação: Desbastar o heloma, limpar a lesão, aplicar azul de metileno 0,01%, oclusão de 10 a 20 minutos com papel alumínio.

Posologia: 1 a 3 vezes por semana.

  • Laser: Vermelho
  • Dose: 12 a 18 J

Ação: Aplicar no principal ponto de dor e ao redor.

Posologia: 1 a 2 vezes por semana.

  • Laser: Infravermelho
  • Dose: 1 a 3 J

Descrição: É uma condição caracterizada por dor e inflamação na planta do pé, mais especificamente na região da cabeça dos ossos do pé, conhecidos como metatarsos. Esta condição é causada por sobrecarga na região anterior da sola do pé, geralmente estando acompanhadas de calosidades (Calos).

Ação: Aplicar ao redor da área.

Posologia: 1 a 2 vezes por semana.

  • Laser: Infravermelho
  • Dose: 1 a 3 J

Ação: Aplicar ao redor da área.

Posologia: 1 a 2 vezes por semana.

  • Laser: Infravermelho
  • Dose: 1 a 3 J

Descrição: É uma resposta da pele a um atrito intenso que comprime apenas um ponto do sulco contra a unha. Surge com frequência no “dedão” do pé devido à pressão da ponta do segundo dedo sobre a prega do dedão.

Ação: Aplicar sobre a área.

Posologia: 1 a 2 vezes por semana.

  • Laser: Infravermelho
  • Dose: 1 a 3 J

Descrição: Unha encravada. Trata-se de uma lesão causada por uma espícula (pedaço) de unha que penetrou na borda do dedo ou no vale da unha. A lesão pode ser classificada em graus de acordo com sua gravidade.

  • Estágio I: Irritação local, sem infecção, sem tecido de granulação e sem exsudato purulento, sem história de onicocriptose. Não apresenta onicólise
  • Estágio II: Inflamação, presença de infecção e/ou de tecido de granulação, sem história de onicocriptose. Não apresenta onicólise.
  • Estágio III: Infecção com história de onicocriptose, presença de pus ou tecido de granulação
  • Estádio IV: Onicocriptose com infecção e presença de onicólise parcial em uma borda;
  • Estádio V: Onicocriptose com presença de onicólise de ambas bordas ungueais.

Posologia

Estágio I e II sem infecção: Após a limpeza da lesão, aplicar Laser de Baixa Intensidade – LBI e ao final ocluir com coberturas para feridas.

Inflamação (presença dos sinais flogísticos)

  • 1  a 3 J (vermelho)
  • 1 a 2 vezes por semana

Cicatrização (redução dos sinais flogísticos)

  • 4 a 6 J
  • 1 a 2 vezes por semana

Estágio II, III, IV e V com infecção

  1. Drenar exsudato
  2. Após a limpeza da lesão aplicar azul de metileno (0,01%)
  3. Oclusão 10 a 20 minutos com papel alumínio
  4. 12 a 18 J
  5. 1 a 3 vezes por semana

  • Laser: Vermelho

 

Descrição: É uma resposta da pele a um atrito intenso que comprime apenas um ponto do sulco contra a unha. Surge com frequência no “dedão” do pé devido à pressão da ponta do segundo dedo sobre a prega do dedão.

Ação: Heloma em uma ou mais bordas do dedo adjacentes ao corpo da unha, ou ainda no vale da unha.

Posologia: 1 a 2 vezes por semana.

  • Laser: Vermelho
  • Dose: 1 a 3 J

Ação: Desbaste do corpo da unha afetado pela onicomicose, aplicar azul de metileno 0,01%, oclusão 10 a 20 minutos com papel.

Posologia:1 a 3 vezes por semana.

  • Laser: Vermelho
  • Dose: 12 a 18 J

Descrição: Inflamação com ou sem presença de exsudato purulento. Caso não apresente exsudato purulento, aplicar sobre o tecido inflamado.

Posologia: 1 a 2 vezes por semana.

  • Laser: Infravermelho
  • Dose: 1 a 3 J

Descrição: Caso apresente exsudato purulento, efetuar limpeza e drenar o pus, aplicar azul de metileno 0,01% e oclusão de 10 a 20 minutos com papel alumínio.

Posologia: 1 a 3 vezes por semana.

  • Laser: Vermelho
  • Dose: 12 a 18 J

Ação: Aplicar ao redor da área.

Posologia: 1 a 2 vezes por semana.

  • Laser: Infravermelho
  • Dose: 1 a 3 J

Ação: Aplicar sobre o ponto gatilho (trigger point).

Posologia: 1 a 2 vezes por semana.

  • Laser: Infravermelho
  • Dose: 1 a 3 J

Ação: Aplicar sobre o ponto gatilho (trigger point).

Posologia: 1 a 2 vezes por semana.

  • Laser: Infravermelho
  • Dose: 1 a 3 J

Ação: Aplicar azul de metileno 0,01%, oclusão 10 a 20 minutos com papel.

Posologia:1 a 3 vezes por semana.

  • Laser: Vermelho
  • Dose: 12 a 18 J

Ação: Aplicar azul de metileno 0,01%, oclusão 10 a 20 minutos com papel.

Posologia:1 a 3 vezes por semana.

  • Laser: Vermelho
  • Dose: 12 a 18 J

Ação: Limpar a lesão, remover o parasita com todos os ovos dentro de sua bolsa, sem romper a bolsa, aplicar azul de metileno 0,01%, oclusão 10 a 20 minutos com papel alumínio.

Posologia: 1 a 3 vezes (primeira semana)3 J/cm² 660 nm, sem azul de metileno, duas vezes (semana seguinte).

  • Laser: Vermelho
  • Dose:  12 a 18 J

Descrição: Papiloma Vírus Humano – HPV, agente etiológico da papilomatose (verruga plantar), podendo ser também verruga em mosaico, mirmécia, verruga plana, verruga periungueal.

Ação: Desbaste superficial, aplicar azul de metileno 0,01%, oclusão 10 a 20 minutos com papel alumínio.

Posologia: 1 a 3 vezes por semana

  • Laser: Vermelho
  • Dose:  12 a 18 J

Benefícios:

  • Absorvido por substâncias na membrana plasmática de células mais profundas (tecidos conjuntivo, muscular, ósseo, cartilaginoso, etc);
  • Alteração na permeabilidade da membrana com aumento na absorção de nutrientes, água e ativos dermocosméticos;
  • Ativação do metabolismo celular;
  • Aumento na microcirculação periférica profunda (ativação de linfonodos em pré e pós drenagem linfática).

Benefícios:

  • Absorvido por substâncias presentes na mitocôndria de células superficiais (tecido epitelial e tecido conjuntivo subjacente);
  • Aumento da sintese de ATP;
  • Aumento da produção de colágeno e elastina;
  • Liberação de endorfinas e encefalinas;
  • Aumento da microcirculação periférica superficial;
  • Inibição da cicloxigenase (analgesia).

• Endodontia;
• Lesões periapicais;
• Apicectomias;
• Bolsas periodontais profundas;
• Enxertos ósseos contaminados.

• Lesões bucais contaminadas;
• Peri-implantite;
• Herpes Simples;
• Descontaminação em superfícies dentais-cáries.